Melatonina: Guia completo sobre o hormônio do sono

Melatonina: Tudo o que você precisa saber sobre ela!

Quem dorme mal sabe o quanto isso afeta o dia a dia. A insônia piora o humor, a memória, a concentração, dificulta as tarefas do dia a dia, dentre várias outras coisas. No Brasil e no mundo, o número de pessoas sofrendo dessa condição é alto, tendo aumentado ainda mais com a pandemia.
Pensando nisso, a Vitamine-se desenvolveu a melatonina em gotas capaz de te auxiliar a ter noites tranquilas de sono. Confira!

O que é a melatonina?

De forma prática, a melatonina é conhecida por ser o “hormônio do sono” e sua principal função é controlar o “relógio biológico” do corpo, auxiliando na qualidade do descanso e combatendo a insônia. 

A melatonina é também considerada uma das principais substâncias do organismo, afinal, durante o dia, os nutrientes e vitaminas são processados para garantir o bom funcionamento de todas as funções. 

Embora já produzida pelo organismo, a melatonina também pode ser encontrada em suplementos alimentares. Isso porque  com o passar do tempo, é natural que algumas substâncias precisem de um reforço para serem produzidas e não prejudiquem a saúde do corpo como um todo.

Para que serve a melatonina?

A melatonina serve para regular a qualidade do sono e contribuir para o descanso correto do organismo no fim do dia. Como o sistema nervoso necessita de um repouso adequado para regenerar as funções, o descanso é parte fundamental deste processo.

No entanto, sem a liberação adequada desse hormônio, muitas pessoas passam a vivenciar períodos de insônia ou sonos não reparadores, que costumam trazer a sensação de não ter descansado direito. Isso é caracterizado pela falta de supressão da melatonina na produção natural, o que leva, eventualmente, à necessidade de consumo por suplementos vitamínicos, por exemplo.

Além disso, essa substância não é importante somente para regular a qualidade do sono ou permitir que o corpo se regenere adequadamente. Por isso, um bom descanso é fundamental para a prevenção de doenças que possam estar associadas à falta de sono. Alguns benefícios são:

Buy JNews Buy JNews Buy JNews
ADVERTISEMENT
  • auxilia no controle do peso; 
  • apoia o controle da pressão arterial;
  • ajuda no combate contra a Alzheimer;
  • ajuda na melhora da performance sexual;
  • apoia no controle da diabetes.

Dessa forma, deixar de dormir o suficiente pode trazer complicações graves relacionadas à falta dessa substância.

A melatonina tem benefícios secundários?

A melatonina também conta com alguns benefícios secundários, servindo, por exemplo, como antioxidante e fortalecendo o sistema imunológico, ajudando a controlar outros tipos de distúrbios, especialmente relacionados ao sistema nervoso. Além disso:

  • reduz o risco de glaucoma;
  • auxilia na prevenção da retinopatia;
  • evita a degeneração macular;
  • melhora a frequência de enxaquecas;
  • ajuda no combate a fibromialgia.

Por esse motivo, a melatonina está relacionada não somente aos efeitos do sono, mas também à regeneração do organismo e à prevenção de doenças.

Como a melatonina é produzida?

O gatilho para a produção da melatonina são receptores dos olhos, que identificam a ausência ou presença de luz, indicando quando é necessário começar o processo de geração. Por esse motivo, ela é comumente liberada durante a noite, contribuindo para o estado de relaxamento e regeneração do organismo.

Quando ocorre uma diminuição dos estímulos luminosos, o corpo entende que chegou a hora de relaxar e repor as energias gastas.

Com isso, existe o início de um processo de relaxamento, onde o sistema substitui a produção de determinados hormônios para diminuir o ritmo das funções comuns. É nesse momento que o cérebro libera a melatonina, reduzindo a produção de substâncias que mantêm o organismo funcionando.

Além de afetar o ritmo do corpo, esse hormônio também interfere em outros processos, como a absorção de vitaminas por meio da alimentação. É por conta disso que a digestão das refeições é mais lenta durante esse período, por exemplo.

Ainda, embora seja mais comum que essa produção ocorra durante a noite, a ausência de luz, não necessariamente no período noturno, é o que estimula a liberação do hormônio, apesar de em menor quantidade.

Nesse caso, trabalhadores noturnos, por exemplo, conseguem produzir melatonina em um ambiente escuro e silencioso, mas a qualidade pode ficar comprometida.

Quais os benefícios da melatonina?

A melatonina é uma das substâncias mais importantes liberadas pelo organismo, não apenas pela sua ação no relaxamento e regeneração do corpo, mas também pelos demais benefícios que pode oferecer. 

Por isso, vale a pena conhecer alguns dos principais:

Melhora a qualidade do sono

O maior objetivo da melatonina é melhorar a qualidade do sono, por meio da liberação de hormônios de relaxamento.

Com isso, nosso cérebro é capaz de entrar nos estágios reparadores do sono, essenciais para recuperar as funções gastas durante o dia.

Embora seja possível dormir sem a produção adequada de melatonina, esse repouso pode não realizar a devida reposição de energia, de modo que acordamos cansados, mesmo depois de uma longa noite de sono.

Além disso, pessoas que sofrem de insônia crônica, por exemplo, vivenciam um repouso sem qualidade, que é algo influenciado por essa substância.

Ajuda na depressão

Esse hormônio também contribui para melhorar quadros clínicos psicológicos, como a depressão, por meio do correto descanso do corpo e da mente.

Além de permitir que o sistema nervoso repouse adequadamente, a melatonina também contribui para a regulação de outros sintomas relacionados a essa condição:

  • evita o sentimento de apatia;
  • melhora a concentração;
  • aumenta a energia;
  • diminui o cansaço.

Ainda, a melatonina é uma grande aliada para tratar do transtorno afetivo sazonal, conhecido como depressão sazonal.

Ela atinge, principalmente, pessoas que vivem em regiões mais frias, onde as estações de inverno e outono são características.

A falta de estímulos luminosos, como o sol, podem afetar o organismo e, consequentemente, a produção dos hormônios necessários para alinhar o sistema corretamente.

Nesse caso, esse hormônio contribui para a correta regulação do sistema, ajudando com a depressão por conta das estações também.

Reduz acidez do estômago

Por fim, vale a pena mencionar que a melatonina também pode ajudar a reduzir a produção de ácido no estômago.

Isso ocorre por meio do controle do óxido nítrico, substância que induz o relaxamento do esôfago e reduz o refluxo gastresofágico. 

Dessa forma, pessoas com problemas de acidez no estômago podem ter maiores alívios ao incentivar a produção do hormônio. Inclusive, essa substância pode ser ingerida junto com outros nutrientes que ajudam com a acidez, como vitaminas do complexo B.

Como aumentar a produção de melatonina?

Em um primeiro momento, a produção da melatonina está diretamente ligada a hábitos de sono saudáveis, como seguir uma rotina de horários e dormir em um local adequado.

Isso faz com que o sistema trabalhe o relógio biológico de forma ainda mais precisa, identificando a hora certa de aumentar a liberação do hormônio a partir da repetição de rotina. Além disso, o ambiente também deve estar propício para o relaxamento.

Nesse caso, diminuir estímulos luminosos na hora de descansar, como televisão e celular, também ajuda na geração dessa substância durante o repouso.

Enquanto isso, outras práticas diárias também contribuem, como uma alimentação balanceada, para ajudar na absorção correta dos demais nutrientes que equilibram o organismo. 

Do mesmo jeito, a prática de atividades físicas é uma aliada para a produção de nutrientes e substâncias positivas, desde que sejam feitas nos horários corretos.

Ainda, recomenda-se evitar ingerir cafeína antes de dormir, pois essa substância é o oposto da melatonina. Seu objetivo é contribuir para o alerta do sistema, sendo liberada, inclusive, pela manhã ao acordar. Por isso, é interessante consumi-la em períodos matutinos.

E para aumentar a produção do hormônio do sono, uma dica é optar por técnicas de relaxamento, como banhos quentes, que contribuem para o alinhamento do sistema.

Por fim, caso não seja possível colocar esses hábitos em prática, ou, mesmo com eles, a qualidade do sono ainda esteja comprometida, uma solução é utilizar suplementos, como a fórmula de melatonina da Vitamine-se.

Dessa forma, o corpo recebe estímulos para a produção do hormônio sem impactos na saúde.

Melatonina em gotas

Com o intuito de ajudar as pessoas que sofrem de insônia, querem regular o sono ou até mesmo melhorar sua qualidade, a Vitamine-se desenvolveu a melatonina em gotas, capaz de auxiliar na resolução desses problemas. 

A melatonina em gotas da Vitamine-se é um regulador de sono capaz de agir sobre o ciclo circadiano, ajudando a combater a insônia e contribuindo para noites mais tranquilas para quem a utiliza.

Além disso, o produto também pode ser usado para aliviar a depressão sazonal, transtorno muito presente durante o período do inverno, mais particularmente em regiões onde a estação é mais extensa — como no sul do Brasil, causando sono excessivo, tristeza, ansiedade, entre outros problemas.

A fórmula da melatonina da Vitamine-se possui rápida absorção pelo organismo e vem no sabor aromatizado de maracujá, com foco em promover uma experiência mais agradável. 

Experimente!

Principais perguntas sobre melatonina

Por fim, para conhecer a melatonina de maneira completa, vale a pena conferir algumas das principais perguntas feitas sobre esse hormônio:

Para quem a melatonina é indicada?

Em um primeiro momento, o suplemento de melatonina é indicado para todas as pessoas que não produzem as quantidades indicadas para seu corpo.

Todas as pessoas devem produzir esse hormônio. No entanto, em alguns casos, podem requerer um estímulo maior, como ao identificar uma qualidade de sono inferior ou episódios de insônia.

Com isso, existe a recomendação de procurar um especialista e buscar uma complementação que estimule a liberação das quantidades ideais.

Além disso, também é indicada para perfis que experimentem uma produção reduzida ou comprometida de melatonina, como:

  • pessoas idosas;
  • trabalhadores noturnos;
  • pessoas vespertinas, que dormem e acordam mais tarde.

Contudo, existem algumas contraindicações. Mulheres grávidas, ou em amamentação, e alérgicos a algum componente da fórmula devem tomar cuidado com a ingestão de quantidades mais altas de melatonina.

Qual a idade para começar a tomar melatonina?

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a formulação de suplementos alimentares de melatonina só podem ser usados por maiores de 19 anos. 

Isso porque as idades que antecedem esse momento apresentam grande variação no período de sono.

Por exemplo, crianças e adolescentes precisam dormir mais para regenerar seu corpo, que ainda está em fase de crescimento e desenvolvimento.

Dessa forma, impulsionar a produção natural pode ocasionar outros tipos de problemas, sendo recomendável somente para condições específicas, que sejam determinadas por um profissional.

Enquanto isso, não existe idade máxima para complementar a produção, desde que exista o devido acompanhamento médico.

Melatonina engorda?

Algumas pessoas podem vivenciar um aumento de peso até que seu sistema regule a produção coordenadamente com o suplemento.

Isso porque a glândula pineal, que produz esse hormônio, também exerce controle sobre a fome e o acúmulo de gorduras.

Assim, ao ter uma deficiência de melatonina, o corpo passa a armazenar menos gordura, enquanto a pessoa pode vivenciar períodos de menor apetite. 

Quando a suplementação corrige essa necessidade, o sistema começa a operar como deveria, incluindo o armazenamento de energia ideal para o porte físico e a necessidade de comer dentro dos devidos períodos.

Dessa forma, a melatonina não causa, diretamente, um aumento de peso, mas sim a correção do comportamento do organismo quanto a esse aspecto desde que exista um acompanhamento profissional cuidando dos seus hábitos.

Qual o melhor horário para tomar melatonina?

Por fim, recomenda-se tomar a melatonina algumas horas antes de repousar, preferencialmente após as 18h.

Isso porque ela provoca sonolência e redução das atividades do sistema, o que pode comprometer o funcionamento do organismo durante a rotina.

Fazer o uso da melatonina realmente vale a pena?

A melatonina é um hormônio essencial para o controle da qualidade do sono, regeneração do nosso organismo e fortalecimento do sistema, sendo essencial buscar a sua regulação.

Cada sistema funciona de maneira única, necessitando de determinada quantidade de hormônios para se regenerar de forma apropriada.

No entanto, muitas pessoas não conseguem estabelecer uma rotina de hábitos que contribuam para essa produção. Ou mesmo com a adoção de práticas saudáveis, ainda podem vivenciar um sono sem qualidade.

Por esse motivo, vale a pena considerar o uso da melatonina por meio de suplementos, como forma de normalizar a geração dessa substância e oferecer ao seu sistema um descanso de qualidade.

Caso contrário, existe a possibilidade de vivenciar sintomas prejudiciais, como insônia, surgimento de doenças e dificuldade de exercer as atividades da rotina.

Assim, é importante conhecer mais sobre a melatonina na forma de complementação, para equilibrar o seu corpo e cuidar da mente.

Entretanto, lembre-se que é fundamental realizar acompanhamento médico e optar por um suplemento de qualidade, como a melatonina da Vitamine-se, que conta com uma fórmula moderna e inteligente.

Quer saber o que a melatonina em gotas pode fazer por você? Não deixe de conhecer o nosso produto para tirar todas as suas dúvidas!

Vitamine-se

Vitamine-se

A Vitamine-se é uma marca brasileira que combina inteligência artificial e suplementos de altíssima qualidade para oferecer uma nutrição personalizada para cada pessoa, com base em seus objetivos, necessidades e estilo de vida.

Outros Posts

Próximo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Recomendados